Neuroftalmologia

FullSizeRender-3A Neuroftalmologia trata de processos relacionados ao nervo óptico congênitos ou adquiridos (inflamatórios, infecciosos, desmielinizantes, isquêmicos, compressivos, infiltrativos). Também estuda alterações da motilidade ocular adquiridas relacionadas a acometimento do comando cerebral, movimentos anormais dos olhos adquiridos (nistagmos) e alterações pupilares.

Como as doenças neuroftalmológicas se associam a sinais e sintomas em outra partes do corpo, é comum a interação do neuroftalmologista com médicos de outras áreas como neurologistas, endocrinologistas, reumatologistas. Sendo que, muitas vezes o sintoma visual é a primeira queixa de doenças sistêmicas mais complexas.

Para o correto diagnóstico, o neuroftalmologista realiza o exame médico, que inclui além do exame oftalmológico convencional (incluindo visão, pressão ocular e fundo do olho), o exame das pupilas, do movimento ocular, da dinâmica palpebral, da sensibilidade e musculatura da face.

A avaliação dos exames de imagem como tomografia computadorizada e ressonância magnética também é parte do exame neuroftalmológico e muito importante para o diagnóstico.